top of page
  • Foto do escritorCWB SEXY

Descubra quais são os melhores métodos contraceptivos

Atualizado: 20 de jun. de 2023

Descubra quais são os melhores métodos contraceptivos

Descubra quais são os melhores métodos contraceptivos

É sempre importante quando se fala em sexo lembrar dos métodos contraceptivos. Afinal, sabemos que a maneira natural e inerente aos seres humanos de obter prazer é como geramos os nenéns. Se você é daqueles que não é a fim de se tornar pai ou mãe, é de extrema importância ficar por dentro desse assunto, não é verdade?


Hoje em dia, felizmente, com o avanço na área da medicina, existem diversas maneiras de prevenção quando se trata de uma gestação indesejada. Os meios contraceptivos não estão mais limitados à pílula do dia seguinte, pílula anticoncepcional, preservativos e DIU, sabia disso? Existem diversas possibilidades que cuidar da saúde e ter momentos de prazer acabam se tornando cada vez de mais fácil acesso. No mercado encontramos até mesmo as conhecidas camisinhas retardantes, capazes de estimular ainda mais o momento sexual!


Mas lembrando, apesar desses métodos terem uma eficácia muito boa, nenhum desses recursos é capaz de previnir 100% a fecundação do óvulo! E vale lembrar que alguns métodos são mais simples de usar do que outros, assim como existem certos tipos de preferências pelo tipo de contato na hora do sexo.


Bom, esse assunto é complexo e longo, mas nós estamos aqui para simplificar este assunto com informações seguras e de qualidade. Então se você quer saber tudo sobre os métodos contraceptivos, vem com a gente!


- Enfim, quais são os métodos contraceptivos mais seguros?


  • Métodos contraceptivos de barreira

Como seu próprio nome ja diz, os famosos métodos de barreira agem criando um bloqueio físico entre o espermatozoide e o óvulo. Eles podem ser colocados em diferentes locais do corpo, feminino ou masculino, fazendo com que a relação sexual aconteça extinguindo possíveis resultados de uma gravidez indesejada.

Existem diversas maneiras de utilização desses métodos, lembrando que alguns também ajudam na prevenção das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs). Vale ressaltar que as alternativas citadas são ótimas escolhas para prevenção e, muitas vezes, podem ser utilizadas juntamente com outros meios de contracepção justamente para evitar qualquer IST.


  • Preservativo externo e interno

Isso pode ser uma novidade para muitos, mas a camisinha feminina já é bastante presente nas aulas de orientação sexual. A camisinha feminina é imposta no interior da vagina antes de acontecer a penetração. Normalmente é feita com silicone e, igualmente as camisinhas “tradicionais”, possui lubrificante.

Esse é um dos meios de prevenção de ISTs, tanto para a mulher quanto para o homem. Pode-se usar, também, outros lubrificantes à base de água, deixando assim o processo menos incômodo e mais natural. No entanto, coloque a criatividade em campo e mande a ver!


  • Preservativo masculino

Quando se ouve a palavra “camisinha”, a primeira impressão que pode vir em sua mente é a do preservativo masculino – pensada para o pênis. Afinal, esse é o método mais comum e popular para a segurança, servindo para depositar o esperma quando ocorre a ejaculação.

Sua principal função serve para evitar que o esperma ejaculado adentre a vagina. Igualmente a opção que citamos acima, ela é descartável, tendo sua distribuição em Unidades Básicas de Saúde de maneira gratuita à nível nacional (Brasil).


  • Diafragma

O diafragma é um meio de barreira voltado para inserção no interior da vagina antes do ato sexual. Indo de tamanhos de 5cm a 10,5 cm, o item é uma pequena cúpula de silicone revestida por um anel flexível, o que impede que o esperma chegue até o útero.

Para a utilização desse método, é recomendado que se utilize uma geleia ou creme espermicida, aumentando o nível de contracepção, deixando tudo ainda mais lubrificado. Diferente dos preservativos comuns, o diafragma deve continuar inserido de 6 a 8 horas após o sexo , devendo ser removido em até 24 horas.


  • DIU (Dispositivo Intrauterino)

O DIU é um meio de contracepção bastante utilizado, sendo inserido na parte interior do útero. Trata-se de um objeto flexível e relativamente pequeno, contendo vários modelos disponíveis.

Para colocar o DIU, é necessário o acompanhamento de um(a) ginecologista, pois seus exames precisam estar normais e saudáveis.


  • Espermicidas

Indicados para usar-se com o diafragma, como já comentamos, eles constroem uma barreira contra o contato do esperma com o útero. As opções são variadas: creme, geleia, tablete ou comprimido, devendo ser introduzido na vagina no mínimo 15 minutos antecedentes ao sexo.

Vale ressaltar que esse método não é muito eficaz quando utilizado sozinho. Por isso, recomenda-se sua utilização juntamente com o diafragma perante uma solicitação médica. Quando usá-lo, atente-se a possíveis reações adversas, como irritações na pele e alergias.

  • Métodos contraceptivos hormonais

O nome já diz muita coisa: esses métodos anticoncepcionais utilizam hormônios, agindo sobre a ovulação, controlando ou a interrompendo, prevenindo a gestação, mas não protegem contra as ISTs. Então, é sempre bom fazer aquele check-up antes de manter relação sexual com a outra pessoa.


  • Pílula anticoncepcional oral

O famosinho anticoncepcional é o mais conhecido método hormonal de contracepção. Ele conta com combinações de diferentes hormônios, inibindo a ovulação, mas também exige uma série de recomendações e restrições para seu uso. Assim, é imprescindível o auxílio de um(a) ginecologista para saber o ideal para a sua utilização!

As cartelas variam, possuindo 21, 24 e até 28 comprimidos, só podendo ser tomados a partir de um intervalo semanal – quando a menstruação desce –, ou sem intervalo – acordado entre médico e paciente. No entanto, na orientação sobre os métodos anticoncepcionais, é de extrema importância destacar a necessidade da dupla proteção (contracepção e prevenção das infecções sexualmente transmissíveis e HIV/AIDS), mostrando a importância dos métodos de barreira como os preservativos femininos ou masculinos[2].


  • Anticoncepcional injetável

Ao invés da ingestão de pílulas, toda a gama de hormônios é injetada no organismo. Esse ciclo pode ser mensal ou trimestral, variando do tipo de contraceptivo a ser utilizado tendendo a ser muito eficaz no combate à gravidez.

Ainda assim, como a quantidade de hormônios liberados no organismo é muito grande de uma só vez, há pessoas que notam alguns efeitos colaterais. Dentre os mais comuns está o ganho de peso e o enjoo. Caso os sintomas continuem, recomendamos que você consulte seu especialista.


  • Anel vaginal

O anel vaginal é inserido na vagina, onde ficará por 3 semanas, esse anelzinho flexível e fino contém hormônios que chegam até a circulação sanguínea, impedindo a ovulação. Ao final da 3ª semana de uso ele deve ser retirado para a inserção de um novo após uma pausa de 7 dias.

Ele também possui algumas restrições de uso, como histórico de derrame, câncer, parada cardíaca e coágulos sanguíneos, por isso, a recomendação e o acompanhamento médico são indispensáveis!


  • Adesivos hormonais

Essa é uma forma revolucionária com uma eficácia próxima à das pílulas anticoncepcionais. Através de adesivos com progesterona e estrogênio, a pele absorve os hormônios e leva à corrente sanguínea. Assim como todas as alternativas mencionadas neste post, são itens que precisam de recomendação médica para poderem ser utilizados.

A grande vantagem é que seu efeito hormonal é prolongado, não precisando ser trocado de maneira tão constante, pois os ativos principais são levados direto ao sangue.


  • Implante anticoncepcional

São pequenos e fininhos bastões plásticos que contém etonogestrel, impostos sob a pele. Eles liberam hormônios de forma constante, que são carregados para a corrente sanguínea. A grande questão aqui é a vantagem de ser um dos métodos contraceptivos mais seguros.

As chances de algo dar errado são de apenas 0,05%. Porém existem casos em que a pessoa receptora do implante apresenta desagradáveis sintomas, como vômitos, tontura e alterações emocionais. Atente-se a esses detalhes antes de tomar uma decisão.

  • Pílula do dia seguinte

Use-a apenas em caso esporádico e emergencial. A pílula do dia seguinte, ou PDS, contém uma grande quantidade de hormônios para ser ingerida pelo corpo gestor após o ato sexual, em até 72h, quando os métodos contraceptivos regulares falharem – tipo quando a camisinha estoura.

Depois do período de 72h ela não é mais eficaz. Vale a pena lembrar que sua ingestão regular coloca em risco a saúde e diminui a sua eficácia. Assim, é recomendado que seu uso não ultrapasse 1 vez a cada ciclo menstrual.

E para aqueles que acham que isso é um método de aborto, saiba que não tem nada a ver! É apenas uma maneira de inibir a evolução, sem a ocorrência de uma gestação.


- ALGUMAS OBSERVAÇÕES A MAIS:


- O que são métodos contraceptivos?

Métodos contraceptivos referem-se a estratégias que uma pessoa pode usar para evitar a gravidez indesejada e planificar uma família de forma responsável. Existem muitos métodos contraceptivos disponíveis e diferentes tipos de métodos funcionam melhor para diferentes pessoas. É importante ter em conta a eficácia, a duração eo custo dos métodos para escolher o método contraceptivo mais adequado às circunstâncias pessoais e às necessidades de planificação familiar. Existem três principais tipos de métodos contraceptivos: barreiras, hormonais e intra-uterinos.


Os métodos contraceptivos de barreira impedem o esperma de entrar no útero para se encontrar com um óvulo fertilizado. Estes incluem camisinha masculina ou feminina, preservativo, diafragma e métodos como losango e espermicidas. Os métodos contraceptivos hormonais são aqueles que contêm hormônios artificiais que podem inibir a ovulação ou o esperma de chegar ao óvulo.


Os métodos hormonais podem ser comprimidos, injeções, adesivos ou brincos que fornecem doses controladas de hormônio. Os métodos contraceptivos intra-uterinos (sistemas de libertação intra-uterina, ou IUDs) são pequenas dispositivos que são inseridos no útero para evitar a gravidez. Os IUDs também contêm hormônios que impedem o esperma de chegar ao óvulo.

É importante discutir com um médico a melhor opção de método contraceptivo


apropriado, pois há muitos fatores para levar em consideração, como a idade, o estado de saúde e as necessidades individuais. Se estiver considerando usar qualquer um dos métodos contraceptivos acima mencionados, é essencial conversar com o seu médico para entender melhor quais são os riscos e benefícios envolvidos.


- Por que eles são importantes?

Por que eles são importantes? Esta é uma questão que muitas vezes surge no brainstorming de qualquer empreendedor. Não há uma resposta única para esta questão. A resposta depende da natureza do produto ou serviço que você está oferecendo e de como você planeja usar esses elementos para desenvolver o seu negócio. Eles são considerados importantes, pois podem servir como um dos principais pontos focalizadores do seu trabalho.


Eles também podem ajudar a aumentar o tráfego para o seu site ou blog, aumentando o número de visitantes e, consequentemente, a quantidade de vendas no mercado. Ao adicionar elementos interessantes ao seu conteúdo, você pode alcançar mais leitores e gerar maior interesse em seu negócio. Isso é especialmente verdadeiro quando você está trabalhando com conteúdo visual. Por exemplo, você pode adicionar elementos gráficos para tornar o seu conteúdo mais envolvente e persuasivo.


Outra maneira de usar elementos é para aprimorar a experiência do usuário. Por exemplo, usando botões específicos, imagens, ícones, etc., você pode tornar mais fácil para o usuário navegar para a página desejada. Isso também pode ajudar a melhorar a usabilidade do seu site. Além disso, elementos interativos, tais como quizzes, testes, jogos, etc., podem ajudar o usuário a manter-se mais tempo no seu site.


Por fim, os elementos também podem ser usados para aprimorar a experiência do usuário para SEO. Elementos como meta tags, ancoragem de links, imagens com atributos ALT, etc., podem ajudar o seu conteúdo a aparecer nos mecanismos de busca. Isso pode, por sua vez, ajudar a trazer visitantes qualificados para o seu site, aumentando assim o nível de conversão.


Portanto, com todos estes benefícios em mente, é fácil perceber por que elementos são tão importantes para o seu negócio. Se você quiser aproveitar ao máximo a oportunidade, você precisa ter um plano para implementar esses elementos em seu conteúdo e em seu website. Ao fazer isso, você pode desfrutar de todos os benefícios que eles podem oferecer.


- Métodos contraceptivos e suas vantagens

O uso de métodos contraceptivos é um assunto importantíssimo para a saúde reprodutiva de qualquer mulher ou casal. É importante que a questão seja conhecida, informada e discutida de forma aberta. Os métodos contraceptivos fornecem à mulher uma maior liberdade e autonomia no controle dos seus desejos.


A cada ano novos métodos contraceptivos surgem no mercado, o que está aumentando a variedade e segurança para o uso. Existem diversos métodos contraceptivos diferentes e cada um tem suas vantagens e desvantagens. Alguns são hormonais, enquanto outros são compostos por dispositivos como sonda intra-uterina, anel vaginal, adesivo e grânulos.


Cada método contraceptivo tem suas próprias vantagens, desvantagens e efeitos colaterais. Por isso, antes de se decidir por um método, é importante conhecer todos os benefícios e riscos associados a cada um. A prevenção de doenças sexualmente transmissíveis é também um benefício importante de alguns métodos contraceptivos.

Vale a pena se informar sobre métodos contraceptivos e suas vantagens, pois isso permitirá tomar decisões mais conscientes sobre o assunto.


Ao optar por um método contraceptivo, é importante estabelecer uma conversa aberta com o médico e/ou parceiro para garantir um resultado satisfatório. Com a informação certa, as mulheres podem se sentir mais confiantes e seguras em suas decisões.


- Os tipos de métodos contraceptivos

Os métodos contraceptivos são usados ​​para prevenir a gravidez e estão se tornando cada vez mais importantes para garantir uma saúde sexual segura. Há muitos tipos diferentes de métodos contraceptivos disponíveis. Os principais tipos são preservativos, contraceptivos hormonais, DIU's, esterilização e contraceptivos de emergência. Esses métodos podem ser usados ​​de maneira eficaz para evitar a gravidez. O preservativo é um dos métodos mais seguros e mais conhecidos de métodos contraceptivos.


Os preservativos masculinos e femininos são usados ​​para evitar a gravidez, bem como para reduzir o risco de contrair ou transmitir doenças sexualmente transmissíveis. Outro método contraceptivo é o contraceptivo hormonal, como os DIU's. Os DIU's são dispositivos colocados no útero da mulher, que liberam lentamente hormônios que previnem a gravidez. Além disso, a esterilização pode ser feita voluntariamente para homens e mulheres.


O procedimento é reversível e muitas vezes é considerado o método contraceptivo mais seguro. Por último, existe a opção dos contraceptivos de emergência, que são usados ​​para reduzir o risco de gravidez quando usados ​​dentro de 72 horas após o contato sexual desprotegido. Os métodos contraceptivos são um dos primeiros passos para o planejamento familiar e, portanto, são extremamente importantes para o bem-estar da saúde sexual. As pessoas devem ter uma compreensão clara dos riscos e benefícios de cada um desses métodos contraceptivos para que possam tomar decisões informadas sobre como evitar a gravidez.


- Como escolher o método contraceptivo ideal

Escolher o método contraceptivo ideal é uma decisão importante para qualquer casal que deseja evitar uma gravidez não planejada. Dependerá de muitas variáveis diferentes, incluindo preferências pessoais, condições de saúde, estilos de vida e objetivos a longo prazo. Com o aconselhamento e recomendações de um profissional de saúde qualificado, o casal estará melhor preparado para tomar a decisão de escolher o método contraceptivo ideal para atender às suas necessidades.


É importante entender que todos os métodos contraceptivos disponíveis possuem riscos associados que devem ser considerados antes de tomar a decisão. Por exemplo, alguns métodos contraceptivos combinam hormonas para evitar a gravidez, o que pode ter efeitos colaterais para algumas mulheres, enquanto outros poderão aumentar o risco de certas condições médicas. Da mesma forma, como muitos métodos contraceptivos não são 100% eficazes, o casal também deve considerar o risco e o consenso de que todos os métodos defeituosos terão.


Se o casal optar por um método contraceptivo de longo prazo, como um DIU ou implante contraceptivo, é importante ter em mente que eles podem levar anos para serem removidos ou alterados, se necessário, para que os objetivos de planejamento familiar a longo prazo sejam alcançados.


Por outro lado, se o casal optar por um método contraceptivo de uso diário, como comprimidos anticoncepcionais, é importante ter em mente que eles também exigem disciplina diária para manter a eficácia.

Como cada casal tem suas próprias necessidades e preferências, não existe uma resposta única sobre como escolher o método contraceptivo ideal.


Em vez disso, é aconselhável que o casal trabalhe em conjunto com seu profissional de saúde para avaliar os benefícios e riscos associados a cada método contraceptivo antes de decidir qual deles é o melhor para atender às suas necessidades. Desta forma, eles estarão melhor equipados para tomar a decisão certa sobre como escolher o método contraceptivo ideal para eles.


- Impacto dos métodos contraceptivos na saúde

Com o avanço da tecnologia, os métodos contraceptivos ganharam força no mercado, prometendo menos doenças e a conquista do controle da reprodução. No entanto, é importante entender que os métodos contraceptivos têm alguns efeitos negativos significativos sobre a saúde. A escolha de um ou mais métodos contraceptivos tem um impacto sobre as necessidades individuais e é necessário obter orientação médica para decidir qual é o mais adequado.


Um dos efeitos colaterais negativos dos métodos contraceptivos são possíveis efeitos sobre o humor. Estudos mostram que mulheres usando anticoncepcionais orais têm maior chance de desenvolver depressão. Esta é uma possível consequência que deve ser levada em consideração ao escolher um método contraceptivo. Além disso, a possibilidade de complicações de saúde relacionadas ao uso de anticoncepcionais orais também existe, como aumento dos níveis de colesterol e problemas circulatórios.

Além disso, os contraceptivos também podem aumentar seus riscos de desenvolver alguns cânceres.


Estudos mostram uma correlação entre o uso de anticoncepcionais orais e um maior risco de desenvolver câncer de mama ou câncer de ovário. No entanto, estudo também mostram que o uso de anticoncepcionais também leva a uma redução do risco de desenvolver câncer de endométrio e de câncer de colo do útero. Assim, é importante entender que o uso de contraceptivos não implica necessariamente um aumento do risco.


Os contraceptivos também podem ter um impacto no peso de uma mulher. Alguns estudos mostram que o uso de determinados métodos contraceptivos está associado ao ganho de peso, enquanto outros podem estar associados à perda de peso. Então, é importante entender quais são os possíveis efeitos individuais de cada método antes de começar a usá-lo.


Em geral, os métodos contraceptivos têm um impacto significativo na saúde da mulher, mas é importante entender que os efeitos podem variar de mulher para mulher. É importante discutir com seu médico quais são suas opções e quais são os possíveis efeitos a longo prazo dos métodos contraceptivos, para que você possa escolher a melhor opção para si mesmo. O Impacto dos métodos contraceptivos na saúde deve ser examinado impacto dos métodos contraceptivos na saúde, principalmente para aqueles que planejam engravidar no futuro.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page