top of page
  • Foto do escritorCWB SEXY

5 coisas que a ciencia diz sobre o sexo anal

Atualizado: 19 de jun. de 2023

Fatos e curiosidades sobre o sexo anal. As diversas formas de expressão da sexualidade humana ainda continuam, 200 mil anos depois da existência do Homo sapiens, vejam só! Desde que Masters & Johnson e, pouco depois, Alfred Kinsey, resolveram trazer a tona o conhecimento sobre o tema, os estudos só aumentaram. Abaixo, algumas conclusões de pesquisas recentes sobre a prática que continua cercada de tabu: o sexo anal. Surpreenda-se. Ou não…


Fatos e curiosidades sobre o sexo anal

1. Não, o sexo anal não é o ato mais comum em relações gays

O dado vem de uma pesquisa feita pelas universidades de Indiana e George Mason, nos EUA. Publicado no Journal of Sexual Medicine, foi descoberto que o sexo entre homens costuma ter um repertório mais variado do que héteros imaginam.

Com um apoio da empresa Online Buddies, especializada em APP de encontro direcionado ao público gay, os cientistas conseguiram receber o feedback de aproximadamente 25 mil homens gays e bissexuais, a maior parte norte-americano.

Ao serem perguntados sobre os atos que haviam praticado no último encontro, os voluntários geraram uma lista de 1.308 comportamentos. O sexo anal não havia acontecido em mais de 60% das transas. O ato mais comum foi beijar o parceiro na boca.

2. Sexo anal é uma fantasia quase exclusivamente masculina

Enquanto o estudo relatado anteriormente não deve ter surpreendido gays, este não será nenhuma novidade para as mulheres. Porém meu caro leitor hétero, saiba: fantasiar sobre sexo anal é uma coisa, muito provavelmente, somente sua, e sua parceira, provavelmente, não deve se empolgar muito com a ideia.


Claro, a sexualidade dos humanos é um terreno infinito de possibilidades, e mulheres, sim, podem ter essa fantasia. Porém elas seriam raras, de acordo com uma pesquisa do Instituto Philippe-Pinel, da Universidade de Montreal, no Canadá, que entrevistou 797 homens e 720 mulheres, com a idade média de 30 anos.


“Uma das descobertas mais intrigantes revela o significativo número de fantasias quase que exclusivamente masculinas, por exemplo, as que envolvem transexuais, sexo anal entre heterossexuais e a ideia de ver a parceira transando com outro homem”, afirmou, em um comunicado, Christian Joyal, principal peça no estudo, publicado no Journal of Sexual Medicine.

3. Não é considerado sexo por muita gente

Lembra quando Bill Clinton escapou de um impeachment ao argumentar que sexo oral não poderia ser considerado uma relação sexual? Se ele tivesse dito o mesmo sobre sexo anal, provavelmente muita gente concordaria com ele.


Especialistas do Instituto Kinsey, da Universidade de Indiana, fizeram uma série de perguntas sobre sexo para 497 pessoas via telefone. Quando ouviram a questão “Sexo anal pode ser considerado sexo?”, 20% delas responderam que não. Quando a pergunta foi sobre sexo oral, a taxa foi de 30%.

4. Lubrificantes durante o sexo anal aumentam a chance de contrair HIV

Estranho, né? porém se o sexo anal for realizado sem camisinha, é isso que acontece, aponta uma pesquisa da Universidade da Califórnia. Depois de acompanhar 902 homens e mulheres norte-americanos, os pesquisadores chegaram a conclusão que o risco de contrair alguma infecção durante o sexo anal sem proteção é 3 vezes maior utilizando lubrificantes.


A explicação dos cientistas: muitos desses produtos possuem substâncias que irritam as mucosas, fazendo com que aconteça pequenos ferimentos. Assim, sem camisinha, os lubrificantes acabam por tornar mais fácil a transmissão do HIV e outras (DSTs).

5. Parece estar ligado a um risco maior de incontinência fecal

Os cientistas que chegaram a essa conclusão analisaram as informações de uma pesquisa nacional de saúde com 6.1555 adultos. Entre as mulheres que disseram praticar sexo anal, o risco de incontinência fecal se mostrou duas vezes maior do que na população feminina em geral. Entre os homens, esse perigo se mostrou três vezes maior.


No entanto, os autores do trabalho, da Universidade do Alabama em Birmingham, ressaltaram que a pesquisa não traz resultados definitivos, e que mais investigações são necessárias. “Além disso, nós não sabemos se alguém que fez sexo anal uma ou duas vezes tem o risco de incontinência fecal aumentado tanto quanto alguém que o faz regularmente”, acrescentou Alayne Markland, líder do estudo, publicado no American Journal of Gastroenterology.


- O Que é Sexo anal?

O que é Sexo anal? Essa é uma questão que muitas pessoas se perguntam ao descobrirem esse campo da computação. Sexo anal é uma área que usa uma combinação de processamento de linguagem natural, inteligência artificial, dados e análises para ajudar as organizações a entender melhor como seus usuários estão interagindo com seu site e oferecer serviços que se adaptem às necessidades deles. A tecnologia de sexo anal analisa e interpreta milhões de arquivos de log e dados para identificar padrões de comportamento do consumidor.


Isso significa que os criadores de conteúdo, os desenvolvedores de experiências e os vendedores online podem criar experiências personalizadas e baseadas em dados para melhorar seu serviço. Além disso, o sexo anal permite que as empresas descubram facilmente informações importantes sobre os seus clientes, como suas preferências, interesses e até mesmo quando eles tendem a comprar determinados produtos.


Esta tecnologia também ajuda as empresas a compreender melhor quais são os melhores estratégias de marketing e publicidade para alcançar seus clientes-alvo. Com a tecnologia de sexo anal, é possível aos profissionais de marketing direcionar seus esforços de acordo com os hábitos de compra dos usuários, melhorando assim o desempenho de seus anúncios. Além disso, sexo anal também ajuda a prever tendências do mercado, permitindo que os profissionais de marketing, venda e publicidade planejem campanhas de marketing mais eficazes e alcancem seus objetivos.


- Por que o Sexo anal é Importante?

O sexo é um assunto que sempre despertou grande interesse, mas ultimamente tem sido abordado como algo importante para manter um relacionamento saudável. Por mais que as pessoas possam pensar que o sexo não é tão importante, ele desempenha um papel vital na vida de dois indivíduos. Além de ser um ato de prazer, o sexo é também um meio de fortalecer os laços com nosso parceiro amoroso. O sexo é especialmente importante para o relacionamento, pois promove a intimidade de ambos e os ajuda a se conectar de maneiras únicas.


Com o sexo, as pessoas conseguem dar e receber afeição, carinho e amor de maneira íntima e profunda. Esse tipo de contato sensual cria fortes laçosídeos emocionais que nos permitem conectar-nos uns aos outros mais profundamente. O sexo anal também nos dá a oportunidade de expressar nossos sentimentos e mostrar nosso amor e afeto, de uma forma física e direta, o que é impossível de ser feito de outras maneiras.

Além disso, o sexo anal também é importante para a saúde mental. Estudos têm mostrado que pessoas que praticam sexo de forma regular experimentam maior satisfação em relação a sua vida e têm menos chance de desenvolver problemas psicológicos.


Isso se deve ao fato de que o sexo anal provoca a liberação de neurotransmissores, como a ocitocina e a dopamina, que ajudam em nosso bem-estar.

Portanto, é importante que as pessoas compreendam que o sexo é um elemento fundamental para um relacionamento saudável e satisfatório. O sexo é um meio seguro e saudável de expressar nossos sentimentos de amor e intimida e ajuda a manter um relacionamento saudável e equilibrado.


- História do Sexo anal

O sexo tem sido usado como um meio de expressão desde o início dos tempos. A história do sexo está repleta de mudanças sociais, culturais e espirituais. Desde a antiguidade, o sexo foi usado para expressar desejos e fantasias sexuais, superar tensões sociais, aumentar o número de filhos, estabelecer poder e controlar o status da sociedade. Na antiguidade clássica, existia a crença de que as mulheres eram inerentemente passivas quando se tratava de desejo sexual e que os homens eram naturalmente sexuais. Em termos de sexualidade, a crença na antiguidade clássica se concentrava na procriação. Era comum para as mulheres serem vistas como instrumentos para a procriação, enquanto os homens como responsáveis ​​pela iniciativa sexual. No entanto, a história do sexo não é tão simples assim.


Ao longo dos séculos, mudanças culturais, políticas, religiosas e científicas levaram à evolução da compreensão humana sobre o sexo. Os movimentos políticos e culturais em torno do sexuality, como feminismo, LGBT e queer, têm contribuído significativamente para a evolução da compreensão do sexo. Estes movimentos levaram à mudança dos valores sociais, criando uma visão mais inclusiva da sexualidade, aceitando que o sexo é uma forma diversa de expressar e experimentar a vida.


A cultura popular é outra fonte importante de informação sobre a história do sexo. Por muitos séculos, o tabu em torno do sexo foi substituído pela curiosidade do público sobre o assunto. O cinema, a televisão, a música e outros meios de comunicação têm tornado a discussão do sexo e a exploração das suas variadas formas algo amplamente aceitável. Em suma, as discussões sobre o sexo tem sido um tema importante na cultura popular de todos os tempos e o seu significado tem evoluído com o passar dos anos.

A sexualidade sempre teve um papel significativo na PSICOLOGIA HUMANA.


Os seres humanos têm feito uso da compreensão do sexo para compreender o mundo ao seu redor, estabelecer relações e encontrar significado e propósito na vida. Ao longo do tempo, temos aprendido como a sexualidade pode moldar a personalidade de uma pessoa, influenciar as relações e ajudar as pessoas a descobrirem o seu verdadeiro eu. A história do sexo é uma história antiga e vibrante que nos ajuda a compreender a sexualidade moderna e permitir que experimentemos a vida com novas e criativas formas de expressão.


- Mitos e Curiosidades sobre o Sexo anal

O sexo é uma parte importante da nossa vida e como tal, existem muitos mitos e curiosidades que o cercam. Alguns destes mitos e curiosidades são criados com base em superstições, histórias de amigos ou mesmo de internet. Para realmente entender o que é verdade e o que não é sobre sexo, vamos abordar alguns dos tópicos mais controversos e algumas das mitos mais antigos e curiosidades sobre o sexo. Por exemplo, muitas pessoas acreditam que mulheres são mais propensas a sofrer dor durante a relação sexual. Embora seja verdade para algumas mulheres, não é uma regra universal. Outro mito comum diz que os homens têm maior libido.


No entanto, isso também depende de muitos fatores e não pode ser generalizado. Também existem muitas curiosidades sobre o sexo, como os benefícios para a saúde, como a melhora da circulação sanguínea, o alívio da dor crônica e a redução de estresse e ansiedade. Além disso, a prática sexual pode ajudar as pessoas a obter uma boa noite de sono e a sentirem-se mais motivadas durante o dia.


Com todas estas informações, gostaríamos de ajudá-los a ter consciência de que a fim de se envolver em atividades sexuais, é importante para você e seu parceiro estarem conscientes dos seus próprios limites e necessidades, garantir que vocês estejam confortáveis e, acima de tudo, desfrutar desta experiência.


- Aspectos Psicológicos do Sexo anal

Sexualidade é um assunto multifacetado que contém vários aspectos psicológicos. A sexualidade não é apenas sobre a atividade sexual, mas também está ligada à autoimagem, identidade de gênero, intimidade, relacionamentos humanos, desejos e preferências, entre outros. É importante entender os aspectos psicológicos do sexo para que possamos ter relacionamentos saudáveis e satisfatórios. O sexo é uma ótima maneira de fortalecer o vínculo entre duas pessoas, mas o que é importante é entender os sentimentos por trás disso.


Um dos principais aspectos psicológicos do sexo é a intimidade. Embora a intimidade sexual possa ser física, ela também deve ter uma conexão emocional. A intimidade sexual é essencial para um relacionamento saudável, e a conexão emocional entre duas pessoas é necessária para que um relacionamento dure. Ter um senso de confiança e segurança nos relacionamentos é também essencial para manter a intimidade.

Outro aspecto psicológico importante do sexo é a descoberta do próprio corpo.


Aprender a conhecer o seu próprio corpo é importante para ser capaz de entender os seus gostos e desejos sexuais. Aprender a se conhecer também permite que você compartilhe seus desejos com um parceiro e vice-versa. Conhecendo seu próprio corpo, você também estará mais consciente de como atingir seus objetivos sexuais.

Outro elemento importante é o respeito. O sexo deve ser desfrutado por ambas as partes. É necessário que haja reciprocidade entre as partes e que ambas tenham o mesmo nível de prazer e satisfação. Se uma parte sentir-se desrespeitada durante o ato sexual, isso afetará o relacionamento e a intimidade entre as duas partes.


Por fim, a sexualidade também é uma parte importante da sua identidade. A sexualidade é uma maneira de se expressar a si mesmo e o seu relacionamento com as outras pessoas. É necessário respeitar os desejos sexuais das outras pessoas e permitir que elas explorem as suas próprias identidades sexuais. Fazendo isso, você estará ajudando a construir um relacionamento saudável e satisfatório, com base em confiança, respeito e intimidade.


Portanto, os aspectos psicológicos do sexo são tidos como importantes para ter relacionamentos saudáveis e satisfatórios. O sexo é uma ótima maneira de fortalecer o vínculo entre duas pessoas e para alcançar isso é importante entender os sentimentos de ambas as partes envolvidas. Respeitar as identidades sexuais de ambas as partes, conhecer o próprio corpo, desenvolver intimidade e ter um senso de segurança e confiança são fundamentais para que tenhamos relacionamentos saudáveis.


- Importância do Sexo anal na Sociedade Moderna

Nos dias de hoje, o sexo anal tem um grande papel na sociedade moderna. É impossível ignorar a crescente aceitação de gêneros, orientações sexuais e identidades de gênero que estão florescendo na cultura atual. É preciso reconhecer que, como qualquer outra preferência sexual, o sexo anal é algo que deve ser aceito, não apenas pelas pessoas envolvidas, mas por aqueles que vivem ao lado delas. No entanto, a questão da aceitação do sexo na sociedade moderna é ainda mais complexa por causa da amplitude de julgamentos e estigmas associados às relações.


No mundo de hoje, muitas pessoas ainda estão lutando por direitos de igualdade e reconhecimento para o sexo, com foco especial nas questões jurídicas. Diante deste panorama, é importante que as leis possam reconhecer e proteger o sexo, para que as pessoas possam viver suas vidas livres de restrições e medos. Além disso, a aceitação do sexo anal na sociedade moderna precisa caminhar em paralelo com o desenvolvimento de políticas para que possam ser combatidas as discriminações e violências que ainda afetam esta parcela da população.


Além disso, a aceitação do sexo na sociedade moderna também passa pela educação. É por meio da educação que as pessoas podem se tornar mais conscientes do assunto. A escola pode fornecer mecanismos para que haja um debate saudável sobre o sexo, de modo que as pessoas sejam capazes de chegar a um consenso e de aprender a lidar com essa forma de relacionamento. É necessário que a educação seja aberta a impulsionar a aceitação social e o reconhecimento deste tipo de relacionamento.

Finalmente, é preciso reconhecer que a aceitação do sexo anal na sociedade moderna passa também por mudanças comportamentais.


Pessoas que não entendam os termos da relação precisam ser mais tolerantes e aceitarem a relação de outra pessoa com o mesmo respeito que teriam com qualquer outra forma de relacionamento. É importante que cada indivíduo encontre maneiras de expressar sua própria opinião em relação ao sexo sem julgar a outra pessoa e sem tentar impor a sua visão de mundo. A aceitação do sexo anal na sociedade moderna tem que ser garantida por todos.


- Conclusão sobre o sexo anal

Chegamos à conclusão de que o sexo pode ser uma experiência muito gratificante para aqueles que o praticam. Existem muitos benefícios associados a praticar o sexo, como o bem-estar psíquico, o aumento da ligação entre os parceiros, a melhoria da saúde sexual, entre outros. No entanto, é importante lembrar que como todas as outras atividades sexuais, também existem alguns riscos associados. Portanto, é importante que todas as pessoas envolvidas tomem as medidas necessárias para assegurar seu bem-estar e segurança. Além disso, é importante destacar que as normas de consentimento aplicam-se aqui tanto quanto em todas as outras atividades sexuais. A prática do sexo anal deve ser uma decisão consciente e informada para todos os parceiros envolvidos. Se todos os envolvidos entenderem o que eles estão fazendo e concordarem em prosseguir, então o sexo anal com certeza será algo extremamente prazeroso para todos.

 
1.039 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page